Receitas fáceis com abóbora: saiba como preparar cada tipo

Receitas fáceis com abóbora: saiba como preparar cada tipo

O que a abóbora e a moranga têm em comum? Além do sabor característico e meio adocicado, ambas fazem parte da mesma família. Há mais de uma dúzia de variedades do fruto, que é rico em amido, carboidrato — sim, a abóbora é botanicamente considerada um fruto porque guarda sementes em seu interior — e nutrientes que te dão gás para as corridas mais duras.

+ O que é a manteiga ghee?
+ O que é a manteiga ghee?
+ Adoçantes: saiba as principais diferenças entre os adoçantes Aspartame, Sacarina, Sucralose, Estévia e Xilitol

Sem mencionar que é incrivelmente fácil de cozinhar (depois de descascada, é claro). As receitas com abóbora são muito variadas justamente porque ela pode assumir as mais diferentes formas, tamanhos, cores e gostos.

Benefícios para a saúde

A abóbora contêm carotenóides — ou compostos como o beta-caroteno (que pode ser convertido em vitamina A), luteína e zeaxantina. Ela também possui uma certa quantidade de proteína vegetal, vitamina C, fibras, magnésio e potássio. Toda essa combinação é muito importante para manter você saudável e com o melhor desempenho possível.

Embora não existam estudos analisando como a abóbora pode afetar diretamente a saúde humana, pesquisas sugerem que os nutrientes encontrados nela têm potencial para melhorar a saúde. Ela é, por exemplo, de baixo índice glicêmico, o que a torna o alimento ideal para os diabéticos.

A luteína e a zeaxantina promovem um impacto positivo na saúde ocular e cerebral. Já o potássio é conhecido por ajudar a reduzir os níveis de pressão arterial.

Sem mencionar que a abóbora está sempre disponível e acessível. Se você já comeu receitas com abóbora e não gostou ou não sabe por onde começar, a lista abaixo, com seis tipos do fruto, vai te ajudar a escolher o seu preferido:

Receitas com abóbora: manteiga

Não é por acaso que ela agrada a maioria das pessoas que já experimentaram: é a variedade mais adocicada de abóbora. Sua casca mais escurinha esconde uma polpa laranja-vibrante, ao mesmo tempo firme e fácil de mastigar. Para prepará-la, separe o pescoço (parte mais fina) do corpo e use uma faca para cortar cada pedaço separadamente. Quando tudo estiver em cubos, cozinhe em leite de coco, caldo de legumes e temperos a gosto (canela e curry são boas opções) e sal até os pedaços estarem macios. Bata tudo e sirva um creme da abóbora delicioso.

Receitas com abóbora: espaguete

Alguns podem até argumentar que a abóbora espaguete não tem gosto de macarrão, mas a gente sabe que não é por isso que ela é chamada assim. A polpa é bem amarelada, e quando cozida pode ser desfiada facilmente em pequenos “fios” que lembram uma massa italiana. Ela tem um sabor sutil um pouco mais diferente do que as outras desta lista. A maneira mais fácil de fazer é cortá-la ao meio, retirar as sementes, regar com azeite e assar no forno de 40 a 45 minutos. Depois, desfie com um garfo e combine com o molho de sua preferência (de tomate, por exemplo). Vale acrescentar alguma fonte de proteína, como frango ou lentilha.

Receitas com abóbora: delicata

Esta pequena versão lembra um pepino e tem uma pele fina e delicada que você pode comer — não é necessário descascar. A carne interna é amarela com um sabor sutilmente doce e amiláceo. Para preparar a abóbora delicada, corte-a ao meio, retire as sementes e pique em pedaços meia-lua. Cubra com óleo e sal e asse no forno de 20 a 25 minutos (espete um garfo para ver se já estão macios).

Abóbora japonesa ou cabotiá

A cabotiá é uma abóbora japonesa que você pode encontrar no tempurá dos restaurantes asiáticos. Ela é verde por fora, e bem laranja por dentro. É densa, mais carregada em amido e pegajosa quando cozida. Além de ser mais salgada do que doce. Isso significa que ela combina muito bem com queijo e nozes. Você até pode comer a casca, mas ela é um pouco difícil de mastigar. Asse as fatias no forno por 30 a 40 minutos (ou até elas ficarem macias) com um pouco de queijo parmesão e cubra com nozes picadas.

Abóbora-bolota

O nome é por conta do seu formato redondo. Ela é pequena, uma mistura de verde com laranja e seu interior é mais amarelado. Tem um sabor suave que combina com quase tudo. É perfeita para substituir a mini moranga e ser recheada com grãos, carne desfiada e até camarões. Preparar uma abóbora recheada é realmente muito simples: tire a sua tampa, regue com azeite e asse no forno até ela ficar macia (cerca de 30 a 35 minutos). Em seguida, recheie-a com o que preferir. Pode ser uma mistura de arroz integral e lentilhas, carne-seca…

Abóbora blue hubbard

Se você der de cara com esta abóbora no mercado, pode pensar que ela é apenas para decoração. Sua casca pode ser encontrada nas cores cinza, azul ou verde, e é toda coberta por verrugas. Muito parecida com uma meia-irmã malvada da família das abóboras. Mas a aparência engana, porque a polpa alaranjada é rica em amido. Portanto, ela é doce e nada aguada. E como é enorme, serve para alimentar uma família inteira. Uma maneira simples e muito saborosa de preparar é descascá-la, cortá-la em pedaços pequenos e assar no forno de 30 a 40 minutos com um pouco de azeite, sal e alecrim.

Back to top