Tender, chester e peru: Entenda a diferença entre as carnes para a ceia de Natal

Tender, chester e peru: Entenda a diferença entre as carnes para a ceia de Natal. Foto: Pixabay

Na hora de montar a Ceia de Natal sempre surge a dúvida de qual carne usar: tender, chester ou peru? Especialistas da BRF conversaram sobre preços, sabores e qual a mais fácil de preparar.

+ Receita de Tender Suculento
+ A Fazenda 12: Tays Reis é eliminada e final terá Jojo Toddynho, Biel, Lipe e Stéfani
+ Três meses depois de estrear, programa de Mariana Godoy é cancelado
+ Paulinho, vocalista do Roupa Nova, morre aos 68 anos

De acordo com a BRF, o chester é uma ave com uma cor mais clara e que possui uma concentração maior de carne no peito e nas coxas, sendo 70% de sua carne concentrada nesses pedaços do animal. O peru difere do chester, já que é uma carne um pouco mais escura, tendo um sabor mais acentuado. O tender é um corte suíno extraído do pernil do porco e é defumado e temperado, como um presunto e assim como o peru, também tem o sabor mais acentuado. Além disso, o tender tem um consumo complementar e é um prato super versátil para entradas e saladas.

Na parte financeira, o chester e o peru são as opções mais baratas. O quilo das aves tem pouca diferença
e de valor avriando entre R$ 17,00 e R$ 20,00. O tender, por sua vez, é o mais caro das carne ficando na faixa de R$ 46,00 a R$ 50,00 o quilo.

O tender é o mais fácil de preparar para a ceia, visto que trata-se de uma carne que permite o consumo imediato. Já o chester e o peru demandam mais tempo no forno por serem produtos in natura, além do tempo de descongelamento que deve ser feito sob refrigeração até 48 horas antes do preparo.

Back to top